18

janeiro.2016

5 tendências tecnológicas para acompanhar de perto

Apaixonados por inovação e avanços tecnológicos, estamos sempre de olhos bem abertos para acompanhar as novidades e compartilhá-las aqui. Entre as diversas tendências do que deverá fazer parte da rotina nos próximos anos, destacamos as tecnologias apoiadas na mobilidade, IoT (Internet of Things) e IPS (Indoor Proximity System), que podem ser exploradas na comunicação e no relacionamento com consumidores.

  1. Pagamento móvel: apesar de ainda tímido, promete ganhar cada vez mais espaço e tirar proveito do vício moderno do smartphone sempre à mão. Aliás, mais provável que o auge da tecnologia aconteça no smartphone de pulso, pois a mania de tê-lo sempre à disposição, quase como um extensão do corpo, é o que tem motivado o desenvolvimento dos gadgets vestíveis, como os relógios inteligentes.
  2. Webrooming: ainda explorando o celular conectado, a experiência dentro do ponto de venda tende a ser uma mescla, cada vez maior, de físico e digital. Mesmo que nos grandes centros os usuários já costumem misturar pesquisas locais e virtuais em suas experiências de compra, é esperado que o webrooming (pesquisa online antes da compra na loja física) supere o showrooming (pesquisa física antes da compra na loja física). Estar atento a este comportamento é essencial para desenvolver projetos alinhados às mudanças no PDV e condizentes com os movimentos dos consumidores.
  3. IoT (Internet of Things): a quantidade de objetos adicionados ao universo IoT também deverá ter um crescimento agressivo e diversificado. Aqui a imaginação pode ir longe e incluir acesso à internet em praticamente todos os objetos domésticos, de escritório, locomoção e etc. O avanço provoca mudanças nas vontades dos consumidores e ratifica o que temos visto sobre a relação bastante estreita de muitas pessoas com aparelhos conectados, ampliando as possibilidades de explorar estas plataformas.
  4. IPS (Indoor Proximity System): a tecnologia IPS, que permite localizar objetos (pessoas carregando os objetos) em ambientes fechados, pode ser aplicada na transformação de espaços sociais. Lojas, cinemas, bares e quaisquer outras áreas com circulação de público, podem ser ambientados para dialogarem com os dispositivos móveis dos frequentadores por meio dos Beacons, fornecendo assim inúmeras oportunidades de interação e convergência. Atualmente, em 254 lojas da Apple, nos EUA, a tecnologia já é utilizada. Quando o usuário se aproxima de uma loja física, o aplicativo oferece informações extras, serviços específicos daquela unidade e promoções. As opções de uso são inúmeras, desde ofertas baseadas em pesquisas digitais e no perfil do consumidor nas redes sociais até um carrinho de compras virtual que se transforma em itens já separados para serem provados na loja física.
  5. Segurança e privacidade: apesar de não serem exatamente tendência tecnológica, afinal o debate sobre segurança de dados e privacidade na internet parece um assunto sem fim, que há tempos está (e deverá continuar a estar) em voga, iremos elevá-los a condição de tendência eterna. A atenção aos temas respalda todos os envolvidos e assegura um bom ‘convívio’ entre os usuários, que como apontado em todas as tendências, em muitos momentos, podem ser consumidores e marcas.

Em resumo, independente do dispositivo, usuário ou meio, a comunicação e o consumo estão fundidos à tecnologia e o caminho não tem mais volta. Portanto, é preciso atualizar-se para evitar a obsolescência, ou melhor, ainda, para tirar proveito de tantas possibilidades.

O que você procura?

Não perca nenhum conteúdo