15

novembro.2014

A migração inevitável

Um dos maiores vilões do mercado varejista tradicional, o e-commerce, tem crescido muito nos últimos anos e virou uma realidade no Brasil e no mundo, tornando-se inevitável a discussão sobre o aumento da migração dos consumidores para o mercado online.

O comportamento híbrido (on e off) dos consumidores cada vez mais se torna uma pedra no sapato dos lojistas e vendedores (lojas físicas), que competem diretamente com as lojas virtuais, até mesmos grandes redes varejistas disputam mercado com seu próprio canal digital “.com.br”.

Devido aos avanços nos serviços das lojas online e preços mais competitivos, o mercado digital está proporcionando cada vez mais experiências de compras diferenciadas para seus clientes, o que contribui diretamente para o aumento da migração dos consumidores para esses canais.

Além disto, vários fatores conspiram a favor desta crescente. Vão desde a tecnologia que tem facilitado a busca por produtos e ofertas, passando pelo fenômeno das mídias sociais, até o aumento das pessoas procurando obter mais conforto e qualidade de vida. Os dados da economia apontam retração no mercado financeiro, mas, felizmente, os próprios números do setor (e-commerce) crescem significativamente. Enfim, isso leva a crer que os consumidores irão procurar na internet por ainda mais comodidade e preços baixos.

Existe essa excelente oportunidade no mercado digital, mas é preciso saber aproveitar a situação. É muito importante utilizar estratégias de comunicação e marketing adequadas e ferramentas apropriadas, oferecendo experiências significativas que conquistem e fidelizem novos clientes.

Já em relação ao mercado tradicional, ou seja, o das lojas físicas, provavelmente, o maior erro dessas empresas é a visão de que seus clientes serão eternos e sempre entrarão pela porta de suas lojas. Esquecem que existe uma nova geração de consumidores e outras que estão surgindo a cada dia, todas inseridas no universo digital. Não apenas o Brasil mas o mundo está mudando e vários fatos e tendências contribuem para acreditar que em um futuro próximo haverá muito mais e-consumidores. É uma ótima notícia para quem está engatinhando na web ou já tem um negócio funcionando. Resta usar as melhores estratégias para sobreviver e colher os frutos.

* Coluna publicada na Revista W, edição de Novembro/2014.

O que você procura?

Não perca nenhum conteúdo