26

junho.2015

A tecnologia a favor das pessoas

Em 2013, quando voltei a morar no Brasil depois de uma longa temporada na Argentina, decidi não ter mais carro em São Paulo. Se em Buenos Aires eu me virava muito bem só com transporte público, por que aqui teria que ser diferente? Por mais que SP seja bem maior do que BsAs, eu moro relativamente perto do trabalho e os corredores de ônibus (e os app que localizam as linhas em tempo real) ajudam muito!

Nessa época, os aplicativos Easy Táxi e 99Táxis começavam a fazer sucesso e oferecer promoções. Com isso, passei a andar muito mais de táxi e venho conversado com os taxistas sobre as vantagens desses apps. São dois anos de papo e a maioria dos motoristas diz que agora eles dificilmente ficam sem passageiro, que têm ganhado mais dinheiro.

Mas, hoje de manhã, o papo com o taxista que me trouxe para a Pulso foi diferente. Primeiro, ele sabia de cabeça o nome de quase todas as ruas e os melhores caminhos. Coisa rara em tempos de GPS. Agora, o que me tocou mesmo foi a resposta quando perguntei o que ele achava dos aplicativos:

– Olha, eles não estão me fazendo ganhar mais dinheiro.

Fiquei encucada e tentei argumentar dizendo que esse era o principal motivo da satisfação dos outros taxistas. Mas aí ele foi logo dizendo:

– Sabe o que é? Eu já estou na rua há muito tempo e não quero ganhar mais dinheiro. Os aplicativos me fazem ganhar a mesma coisa em menos tempo. Com isso, eu ganho qualidade de vida.

Saí do táxi emocionada e com a certeza de que a tecnologia pode, e muito, servir a favor das pessoas. Basta a gente priorizar o que é realmente importante na vida.

O que você procura?

Não perca nenhum conteúdo