17

junho.2015

Afinal, o que é “transmídia”?

Desde o início dos tempos, contar uma história é uma das maneiras mais eficazes de prender a atenção das pessoas. Ao longo dos anos, as táticas e modelos do storytelling vêm se adaptando às novas mídias e maneiras de consumir informação.

Esses novos meios de disseminar conteúdo abriram um leque imenso de opções na hora de veicular a mensagem, que hoje é consumida com muito mais dinamismo. E se tudo é conteúdo, quanto mais maneiras de mostrar esse material, melhor!

Mas afinal, você sabe o que é transmídia?

O termo — muito confundido com multimídia — significa contar uma história em diversas plataformas, utilizando as particularidades de cada uma delas e a geração de discussões para enriquecer o enredo principal.

Parece legal, né? E realmente é! No entanto, esse trabalho requer muita pesquisa, tanto para o conteúdo, que precisa cair como uma luva nos meios, quanto para entender qual mídia faz mais sentido para o seu público alvo, já que ao contrário do que muitos pensam, o “transmídia” não é uma tática exclusiva do ambiente digital.

É importante frisar, que utilizar mídias diferentes requer criatividade e pioneirismo, afinal, “um aplicativo para uma série ou um game para determinado personagem já não é mais uma grande novidade” como disse Rodrigo Arnaut, fundador do Grupo EraTransmídia no Workshop Portas abertas, da APP Brasil.

O segredo é aproveitar as oportunidades e levar sua mensagem da melhor maneira ao seu público, oferecendo uma experiência única e rica de conteúdo em diferentes formas, abrindo espaço para que a pessoa consuma e faça parte da história de maneira colaborativa, seja literalmente, como nesse case da Lacta para o dia dos namorados, ou criando laços com a marca:

Essa maneira de se comunicar vem aproximando pessoas e marcas, e se tornou uma das maneiras mais eficazes de planejar a sua campanha, não importa qual público, afinal, quem é que não para pra ouvir uma história quando ela é realmente boa?

O que você procura?

Não perca nenhum conteúdo