30

abril.2015

Atualização do Google prioriza sites com versão mobile

O Google anunciou no início deste ano que faria uma alteração nos seus algoritmos de busca. Assim, passaria a levar em consideração a experiência do internauta que faz uso das plataformas mobile como fator de classificação em buscas feitas a partir do mobile. Isso significa que sites que não fossem otimizados perderiam posições nos resultados das buscas feitas em sua página.

Foi 21 de Abril o derradeiro dia. O Google lançou a atualização mobile-friendly junto com a promessa de que agora pesquisas via mobile podem encontrar mais facilmente conteúdo de alta qualidade e resultados relevantes. Neles, o texto é legível sem a necessidade de tocar a tela ou aplicar zoom já que agora evita conteúdos que não podem ser corretamente reproduzidos no mobile, que necessitam de rolagem horizontal ou possuem pontos de toque (botões, links) muito próximos.

Toda mudança levanta questões a serem respondidas e eu destaco 3 afirmações que respondem boa parte das dúvidas sobre os reflexos dessa atualização:

  • Afeta apenas rankings de busca em dispositivos móveis;
  • Afeta os resultados de pesquisa em todas as línguas a nível mundial;
  • Aplica-se a páginas individuais, não a sites inteiros.

A mudança passou a ser importante, mas o Google ainda usa uma variedade de sinais para classificar os resultados da pesquisa. A intenção da consulta de pesquisa ainda é um sinal muito forte – assim mesmo se uma página com conteúdo de alta qualidade não é mobile-friendly, ela ainda pode sustentar uma boa classificação.

Se as páginas do seu site não são mobile-friendly, pode haver uma diminuição significativa no tráfego móvel do Google Search. Mas não tenha medo, assim que você adaptar o site, ele é automaticamente re-processado.

O algoritmo é uma atualização dinâmica em tempo real, o que significa que se você perdeu posições com essa mudança, ainda pode recuperar todo o tráfego perdido quando o seu site ou páginas se tornarem móvel-friendly.

É possível fazer uma análise e descobrir o quanto o site está adaptado e quais são os ajustes necessários para que ele não só deixe de perder audiência, mas ganhe posições na classificação dos resultados das pesquisas.

E nós, da Agência Pulso, podemos te ajudar, claro!

O que você procura?

Não perca nenhum conteúdo