15

novembro.2014

Imagens, busca por interesse e SEO

Esses dias um dos nossos programadores perguntou à equipe de conteúdo: qual a diferença entre Flickr, Instagram e Pinterest?

Se você é um heavy user de redes sociais, a resposta é fácil. Mas eu tenho certeza de que essa é uma dúvida recorrente a muitas pessoas, não só para quem trabalha em agência de comunicação.

Minha resposta foi: “resumindo as funcionalidades, o Flickr apresenta ferramentas muito melhores para a postagem e organização de álbuns de fotos. O Pinterest também, mas a busca e a interação entre os usuários nessa rede social é muito mais ágil. Já os usuários do Instagram o utilizam mais para o compartilhamento de momentos“.

Hoje estive na InterCon 2014 e aproveitei a palestra do Ricardo Sangion, country manager do Pinterest no Brasil, para me aprofundar sobre essa rede social que ainda é muito pouco usada no país, mas tem grande potencial para as marcas.

Segundo Sangion, o processo de descoberta no Pinterest é encontrar aquilo que a gente não está buscando. “Inspiração e realização. É a descoberta baseada em interesse e não em palavra chave. Você algo que te inspira para realizar algo no futuro”, explica. Atualmente, há 30 bilhões de ‘pins’ organizados por pessoas em mais de 750 milhões de painéis nessa rede social.

Moda, decoração, comida, beleza e Faça Você Mesmo são os temas mais buscados. A criatividade está na produção das fotos, que devem sempre remetam a alguma coisa positiva no caso das marcas. A ideia é contar histórias por meio de imagens. É preciso explorar o campo de texto de cada imagem.

Então, se o grande forte do Pinterest é a busca por interesse e não apenas as atualizações no feed, podemos ir além e usar estratégias de SEO para que a descrição de cada imagem contenha keywords.

Como em toda rede social, é preciso se apropriar de plataforma, compreender como o seu público alvo se comporta quando está ali.

O que você procura?

Não perca nenhum conteúdo