04

julho.2008

Internauta brasileiro é o 2º em ranking mundial de spams

Brasil foi o destino de cerca de 15% do total das mensagens recebidas em 10 países

O Brasil é o vice-campeão mundial no recebimento de spams. Navegando na internet sem nenhum tipo de proteção ou filtro, cada internauta brasileiro recebe, em média, 105 e-mails indesejados por dia, 35 a mais do que a média mundial.

Para chegar aos dados, a empresa de softwares de segurança McAfee realizou pesquisa em dez países. Em cada um, participaram cinco usuários. Durante um mês, eles utilizaram a rede sem contar com programas contra spams. Juntos, receberam 104.832 e-mails indesejados.

Desses e-mails, 15.856 mensagens, em torno de 15% do total, se destinaram aos usuários brasileiros, entre eles, um aposentado, um jornalista e um universitário.

No topo da lista, estão os internautas dos Estados Unidos, que tiveram mais de 23 mil spams (veja quadro abaixo) enviados às suas caixas postais eletrônicas.

De acordo com o relatório da McAfee, divulgado nesta semana, a tendência é que esse tipo de e-mail se torne mais direcionado, ou seja, feito sob medida para cada público. Temas financeiros, relacionados à aprovação de empréstimos, são os mais comuns entre os spams. l

Pedofilia: Google vai denunciar suspeitos
O Google do Brasil assinou um acordo com o Ministério Público para ajudar na investigação de casos de pedofilia na internet.

A empresa se comprometeu a manter os registros dos acessos dos usuários investigados no mínimo por seis meses – antes, esse prazo era de 30 dias – além de criar filtros para dificultar a disseminação de material ilegal. O Google também vai informar a identidade (IP) de computadores de onde materiais suspeitos forem enviados. Caso não cumpra com o acordo, a empresa pagará uma multa de R$ 25 mil por dia.

Segundo o MP, 90% do conteúdo criminoso investigado na Internet está localizado no Orkut, que pertence ao Google.

Primeiro spam foi enviado há 30 anos, antes da internet
O envio de mensagens eletrônicas indesejadas completou 30 anos no dia 3 de maio. Nessa data, em 1978, quando a internet ainda nem existia, foi enviado o primeiro spam de que se tem registro.

Cerca de 400 usuários da Arpanet, sistema que antecedeu a atual rede mundial de computadores, receberam uma mensagem com um anúncio da fabricante de computadores DEC.

Descontentes com a propaganda intrusa, eles até reclamaram ao Departamento de Defesa dos EUA, responsável por administrar a Arpanet.

Hoje, os spams correspondem a 75% de todas as mensagens enviadas na internet. São quase 100 bilhões de e-mails indesejados por dia.

Há quem goste
Pesquisa divulgada em março pelo NIC.br revela que cerca de 20% dos internautas brasileiros gostam de receber spams. No levantamento, que ouviu 7,6 mil usuários, também se constatou que só 75% deles usam antivírus para se proteger.


Fonte: Jornal Destak, em 03/07/2008

O que você procura?

Não perca nenhum conteúdo