28

março.2014

Pulsábios discutem o Marco Civil da Internet

Paulo Nogueira, programador back end da Agência Pulso, trouxe um tema muito importante e atual para a palestra de hoje: o Marco Civil da Internet. O Júlio Paulillo, ex-Pulsábio e sócio-fundador do Agendor, também esteve presente no nosso café da manhã.

O Brasil discute há anos este projeto, considerado uma “Constituição da Internet” para estabelecer regras, direitos e deveres no ambiente virtual brasileiro. Segundo o canal de tecnologia do Terra, o projeto estabelece que a liberdade de expressão, a proteção da privacidade e dos dados pessoais dos usuários, o estabelecimento da neutralidade da rede são princípios básicos das internet, e estabelece quem são os atores e quais responsabilidades de cada um no ambiente online. Após meses de intensas negociações, a Câmara dos Deputados o aprovou nesta terça-feira (25), por votação simbólica (leia aqui na íntegra o texto final aprovado). E agora ele está prestes a ser votado no Senado.

“O Marco Civil tem pontos positivos importantíssimos, mais pontos positivos do que negativos… Mas, os pontos negativos vão contra um princípio básico que ninguém quer perder: a privacidade. Escolhi esse tema porque trabalhamos diretamente com internet. Somos os ‘conselheiros’ de nossos clientes, então, mais do que ninguém, temos que estar sempre por dentro do que vem sendo discutido”, diz Paulo.

O assunto é complexo e cheio de detalhes, mas muito importante. Vários canais de notícias estão falando sobre o tema e vale ler os diferentes pontos de vista para saber como o Marco Civil da Internet pode influenciar a sua vida e o seu negócio:

Último Segundo
Carta Capital
Link – Estadão
UOL
G1

 

O que você procura?

Não perca nenhum conteúdo