01

junho.2015

O Google Plus está morrendo?

Após o anúncio de que o pai fundador Google Plus, Vic Gundotra, deixou o Google, abriu-se a porta para uma onda de especulação sobre o futuro do maior empreendimento do Google em redes sociais.

Surgiram boatos de que supostamente teria sido decidido que o Google+ foi uma experiência fracassada e que precisava ser colocado no status “life support only/do not resuscitate”. Assim, o CEO do Google, Larry Page, rapidamente declarou que a empresa iria “continuar a trabalhar arduamente para construir grandes novas experiências para o número cada vez maior de fãs do Google+.” Mas isso não evitou que a rede social ganhasse carinhosamente o apelido de “Walking Dead” nos fóruns de tecnologia.

O que se tem ouvindo de várias fontes é que o Google+ não será mais considerado um produto, mas uma plataforma – que terminou essencialmente a sua concorrência com outras redes sociais como Facebook e Twitter.

Se antes o Google almejava uma briga entre gigantes, do tipo “Game Of Thrones”, de certo agora os amantes do Google+ almejam o fato de ao menos existir um futuro, se possível não tão sombrio como o que personagem Rick enfrenta em “The Walking Dead”.

O que você procura?

Não perca nenhum conteúdo