29

março.2017

Visitei o Google NYC e vou te contar tudo o que descobri por lá

Sabemos muitas características sobre os famosos escritórios do Google e seu estilo de trabalhar que está sendo aplicado por diversas empresas no Brasil muitos já podem conhecer, mas garanto que o que tenho para contar será novidade para você.

Como uma apaixonada pelo Google, a visita a um dos escritórios da empresa já estava nos planos para a minha viagem à New York, estava até disposta a fazer um “bate e volta” ao Vale do Silício se fosse necessário, rs. Durante o tempo em que estive por lá fiquei imaginando como conseguiria uma visita ao escritório nova iorquino do Google onde só é permitido visitas por meio de convite de um Googler (pessoas que trabalham na empresa).

Com minhas habilidades como Novos Negócios, encontrei uma forma dessa visita acontecer e como o próprio do Gus, googler, me disse: “Você já imagina que o Google seja incrível mas quando conhece um campus percebe que é 4 vezes melhor do que imaginava”. E, aqui estão pontos que me chamaram atenção e um pouco do que foi o tour nos mais de 8 andares no Chelsea office.

Autogestão Google

Não é novidade que o Google aplica a autogestão de tempo para com os googlers mas aqui estão alguns pontos de como os googlers gerenciam seu trabalho diariamente:

O escritório do google em New York City funciona 24 horas e os googlers podem tanto trabalhar no horário comercial, como também podem trocar por um horário noturno ou matutino, cumprindo a sua carga horária.

Os gestores dos googlers não irão cobrar pelas tarefas que foram solicitadas, mas sim cada googler recebe um projeto no qual irá trabalhar e o seu gestor irá avaliar o desempenho entre alguns meses de trabalho.

Cada googler possui sua própria mesa, mas existem espaços criativos onde os googlers podem trabalhar, levando ou não seu notebook, por poderem usar notebooks emprestados temporariamente que são disponibilizados. Assim o googler não precisa ir até a sua mesa.

Sim, cada andar é enorme e possui mais de 10 salas de reuniões com nomes diversificados. Por isso, como vimos no filme Os Estagiários, os googlers podem utilizar patinetes para transitar dentro do Google.

Eliminando tempo com coisas simples

Há um espaço onde os googlers podem abrir um chamado para que sua máquina seja revisada e assim não perca tempo pensando como solucionar um problema como “meu microfone não está funcionando”. Além disso, existem gavetas com todos os cabos e acessórios para computadores/notebooks possíveis.

A lei Mini kitchen, a favor da saudabilidade

Para matar a dúvida que todos têm sobre o Google, os googlers recebem refeições e aperitivos no escritório e sim, realmente é TUDO de graça. Mas há um fato mais interessante do que esse, a lei “Um googler não pode estar a mais de 50 metros de uma mini kitchen.” E então me perguntei o porquê, chegando à conclusão de que nosso cérebro não trabalha perfeitamente quando estamos com fome, comprometendo a concentração.

Também por isso, nos escritórios Google existem inúmeras mini kitchens com frutas e aperitivos dos mais saudáveis, até os menos saudáveis. Surgiu aí uma curiosidade: é possível enxergar de longe as bebidas e aperitivos saudáveis, mas os menos saudáveis estão em “áreas escondidas” fazendo com que o googler tenha um esforço maior quando procurar por alimentos menos saudáveis. Aliás, as mini kitchens são decoradas com muita criatividade e diversos temas.

Falando ainda sobre a saudabilidade no trabalho, existem salas de soneca, salas de reuniões criativas (algumas são antigas salas de servidores, acredita? rs), espaços de silêncio, salas de massagem e espaços à céu aberto com uma visão incrível de New York City, como se não bastasse estar dentro de um maravilhoso escritório Google, rs.

E, para deixar todos ainda mais apaixonados, o prédio onde o escritório funciona tem uma história incrível que mata a dúvida do porquê no google existem elevadores onde é possível transportar caminhões, quadros com bolinhas de piscina representando a brincadeira que googlers fizeram, em 2007, enchendo a sala do diretor com bolinhas coloridas e até um museu que conta a história dos computadores com máquinas antigas doadas por googlers.

Essa experiência incrível além de me trazer insights para o dia a dia aqui na Pulso, me fez ter a certeza que empresas que motivam o bom relacionamento entre as equipes e proporcionam um ambiente criativo, mesmo com pequenas mudanças na rotina, têm uma equipe trabalhando com brilho nos olhos e entregando excelentes resultados. Isso nosso amigo Larry Page pode te garantir.

O que você procura?

Não perca nenhum conteúdo